1 2 3 »

De vez em quando, eu paro e olho em minha volta, e noto o quanto as pessoas mudaram, o quanto eu mudei, o quanto todo o mundo mudou. Me sinto velha, desesperançosa e extremamente triste pelas coisas que perdi. Perdi um pai, perdi amigos, perdi um amor que achei que duraria pra sempre. Claro que ganhei algumas coisas também, ganhei amigas que se tornaram minha felicidade, ganhei a liberdade de poder fazer as coisas que sempre tive vontade, ganhei coragem para enfrentar tudo o que vier. Porém, pesando tudo numa balança em momentos tristes, chego à conclusão de que eu faria tudo diferente, de que eu devia mudar e tentar fazer as outras pessoas felizes. Queria eu poder voltar a uns 9 meses atrás e repensar minha vida, manter alguém que eu amava do meu lado. Queria eu voltar a 3 anos atrás e conversar com meu pai sobre tudo antes que ele se fosse. Queria eu… isso não basta. 

Apenas mais um

Ao contrário do que os textos nas revistas de relacionamento dizem, eu não me apaixonei por você por você ser um cara romântico, lindo e que é apaixonado por mim também. Eu me apaixonei por seus defeitos, por suas falhas, por tudo que te faz ser imperfeito, o que te faz ser parecido comigo. Me apaixonei por você tirando sarro de mim e em seguida perguntando se fiquei brava e tentando me beijar. Me apaixonei por você dormindo do meu lado enquanto eu passava a mão no teu cabelo, ouvindo aquelas músicas que você gosta, mas eu não. Me apaixonei porque você não consegue ficar com as mãos longe de mim um minuto sequer se estamos sozinhos, apesar de você querer de vez em quando ser mais “fofinho”. Por você ser meu amigo antes de qualquer coisa, pelo seu cabelo e barba grandes demais, mas que você insiste em manter, enfim, por tudo que te faz ser como eu. Humana e imperfeita. Ultimamente sem senso de rejeição, porque sei que tudo que escrevi não é recíproco, mas não posso escolher por quais pessoas eu devo me apaixonar. Pensando bem, acho que mesmo assim eu escolheria você.

Não sei o que faço em relação a gente. Ontem foi tão triste, pois eu só conseguia notar o quando nós nos afastamos, o quanto as coisas ficaram estranhas entre nós. O que fazemos? Continuamos com isso e tentamos resgatar o que a gente tinha no começo, o amor? Ou só… paramos de nos machucar e terminamos?

E me bateu um frio, uma tristeza no peito. Tudo o que eu precisava era de você aqui comigo, mas você não estava.

KM

Queria tanto estar perto de você de novo, sentir como se você fosse uma parte de mim. A única coisa que sinto agora é essa solidão e meu coração doendo.

Me sinto tão sozinha. Sinto que as coisas voltaram a ser como antes de nós, minhas lágrimas, meus sentimentos, tudo está igual a antes. Talvez seja você, talvez seja eu o motivo dessas mudanças, mas o que eu sei é que eu odeio estar sozinha de novo.

Hoje estou tão triste. Não sei o motivo, mas estou com um medo horrível de te perder.

Então, estou tentando colocar na minha cabeça que fazer planos detalhadamente não é o mesmo que sonhar com o que se quer. As coisas nunca acontecem como realmente queremos e sim de um modo bem diferente, que talvez seja o melhor para nós.

Eu falo muito sobre como você é um desses rapazes perfeitos né. Você pode até não acreditar quando eu digo, mas é verdade. Quantas meninas tem um namorado que fala que a ama sempre, até quando ela não quer ouvir e quando ela não fala o mesmo? Quantas meninas tem um namorado que está sempre lá por ela, apoiando, sendo sincero, falando o quanto ela é linda, mesmo quando ela não merece? Então, eu te dou a resposta: pouquíssimas garotas tem um cara tão perfeito em suas vidas e eu sou muito feliz por ter um desses na minha.

Olha, eu não dou mais importância nenhuma a essas briguinhas idiotas e a essas nossas discussões sem sentido. Sei que é muito dificil ficar com uma pessoa sem absolutamente nenhum desentendimento. Entendo isso e espero estar fazendo a coisa certa. Ignorar. Não quero que isso nos atrapalhe.

Talvez agora você entenda aquela minha revolta com você, toda a minha recusa em te querer. Todo o meu medo de você ser igual as outras pessoas, aquelas para quem eu não significo nada além de um fardo irritante. Desculpe por toda a minha dúvida.

Acho que todo mundo sabe da minha relação horrível com meus pais. Acho que nem todos entendem o quanto é difícil ter pais separados que não se respeitam absolutamente. Ter uma mãe que não te apóia em nada, é fria e indiferente, nunca te elogia e só se preocupa com seus erros. Ter um pai que, apesar de se preocupar com você, é totalmente comandado pela nova mulher, que praticamente te odeia. O que você sentiria se fosse você? Pois então, eu me sinto revoltada. Há muitos anos sou assim, fria, grossa, rancorosa, impaciente e absolutamente revoltada. Isso foi o que eu recebi em todas as minhas tentativas de afeto e aproximação ao longo dos anos. Poxa, ninguém entende que eu também sou um ser humano, preciso de colo, carinho e amor? Acho que não. Pelo menos não ninguém da minha família, que deveria me ajudar quando preciso, não, ninguém nunca está lá. Não vou entrar no tópico ‘amigos’ nesse texto, senão isso viraria uma choradeira e um tanto enorme de resmungos sobre tudo o que eu não tive. Só acho que todos devem me achar uma idiota sem coração por rejeitar as opiniões e querer me livrar de uma vez por todas da minha mãe. Bem, ela teve longos 17 anos para fazer as coisas funcionarem entre a gente, para significar algo para mim. Ela não conseguiu. Eu não darei mais espaço em minha vida para uma pessoa desse tipo. Desculpe, pessoa moralista, se eu pareço tão dura. Mas é desse jeito que as coisas são no meu mundo.

Deveriam ter me avisado que amar tanto uma pessoa traz mais lágrimas que sorrisos. Mas vale a pena sofrer tudo isso, se no final, eu puder ver esse brilho nos seus olhos e te ouvir dizendo que me ama muito.

She said “some days I feel like shit,

Some days I wanna quit, and just be normal for a bit”

C